6 de jan de 2012

Papas do Séc. I: entre mártires e feridos, santificaram-se todos

E aí pessoal,
 
Estive um pouco ausente durante esses dias pesquisando e aprimorando o meu conhecimento a respeito da vida dos Papas. Bem, esse e apenas um de muitos posts que pretendo fazer falando um pouco da vida de todos os papas da Igreja.

Antes de mais nada, quero estabelecer alguns critérios.  Primeiro, pensei em dividir os posts levando em conta uma determinada quantidade de Papas, uns dez ou vinte por postagem, mas achei que não funcionaria legal; decidi então dividir por séculos. Outra questão seria qual listagem utilizar, já que existem algumas variantes; optei pela listagem aceita pelo Vaticano.  Isso quer dizer que não farei menção a Anti-Papas, Papisa Joana (esse absurdo no futuro renderá um post), papado de Avignon etc., a menos que seja necessário para explicar a vida do pontífice estudado.  Por último, a função aqui é apresentar a muitos católicos aqueles homens que comandaram o destino da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Curiosidade: do primeiro ao 35º papa, todos foram canonizados.
 
Comecemos então:

sao_pedroSÃO PEDRO - São Pedro foi o principal apóstolo de Jesus. Não há relatos de que tenha servido a Santa Igreja como ministro, mas é consenso que seu martírio se deu em Roma. Em suas epístolas, lemos que São Pedro recebeu revelações sobre falsos apóstolos e a segunda vinda do Salvador.  O primeiro Concílio, o de Jerusalém, foi fundamental a participação desse santo, principalmente na questão da abertura da Igreja aos pagãos.

São Muitos os epítetos dados a São Pedro: pastor dos cordeiros, mártir, pedra fundamental da Igreja entre outros.  Nenhum outro Papa alcançou sua posição (claaaaaro, né?), razão pela qual não houve um “Pedro II”.

SÃO LINO - Pouco se sabe de São Lino, acredita-e que foi companheiro de São Paulo, a duração de seu pontificado também é matéria de controvérsia: alguns consideram como tendo sido por um período de dez anos, outros, doze.  Atribui-se a ele a determinação de que as mulheres deveriam entrar na Igreja de cabeça coberta. A lista oficial do Vaticano diz que São Lino foi Papa de 67 a 76.

SÃO ANACLETO – Papa de 77 a 88.  Seu verdadeiro nome era Anencleto, um nome comum dado aos escravos romanos. Presumivelmente São Anacleto era um ex-escravo (depois tem engraçadinho que acusa a Igreja de favorecer o escravismo.  Só se for fazendo escravos Papas).  Estabeleceu a divisão da cidade de Roma em 25 paróquias.

s_clemente_de_romaSão Clemente, papa e mártir.

SÃO CLEMENTE – Foi o primeiro Papa a ocupar-se com o relacionamento de Roma com o restante do mundo helênico (helênio diz relação com cultura grega, o Império Romano é helênico).  É possível que tenha sido martirizado, outra hipótese com relação a seu destino final presume que ele tenha sido banido para Criméia, onde pregou nas minas enquanto fazia trabalho escravo.  Teria então sido levado ao Mar Negro, tendo uma âncora amarrada ao seu pescoço, onde morreu afogado. Seu pontificado vai de 88 a 97.

SÃO EVARISTO – É o pontífice mais obscuro desta primeira listagem.  Segundo a lista oficial do Vaticano foi Papa de 97 a 105, as informações históricas que chegaram aos dias de hoje são pouco ou nada confiáveis, mas como seu nome consta de várias fontes presumimos que teve um papel de real destaque nesta época turbulenta.  É considerado mártir, e a localização de seu túmulo permanece outro mistério.

No próximo:  os Papas do século II.  Fiquem com Deus.

Por Paulo Ricardo em 07/09/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário