15 de set de 2011

Padre Reginaldo Manzotti - "Por que batizar as crianças?"


Filhos e Filhas

Durante o programa Fé em Debate do último sábado, foi-me perguntado sobre o batismo de crianças. Essa é uma questão muito recorrente entre os temas mais perguntados, tanto no programa, como nas cartas enviadas para a coluna que escrevo no jornal "O Dia", do Rio de Janeiro, e da revista "Malu".

E, por que batizar as crianças? Porque viver na graça de Deus é bom. Então, por que negar isso às crianças? O batismo é uma graça para a vida humana e ninguém deve ser privado.

A Sagrada Escritura, inclusive, cita o batismo de crianças: "Disse-lhes Pedro: 'Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados. E recebereis o dom do Espírito Santo. A promessa diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos que estão longe – a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar'." (Atos 2,38-39). E cito também outros textos: At 16,14-15; At 16,33; At 18,8 e 1Cor 1,16.

A tradição da Igreja também ensina o batismo de crianças, por isso transcrevo aqui um testemunho de Orígenes, no ano 248. "A Igreja recebeu dos apóstolos a tradição de dar Batismo mesmo às crianças. Os apóstolos, aos quais foram dados os segredos dos divinos sacramentos, sabiam que havia em cada pessoa inclinações inatas do pecado (original), que deviam ser lavadas pela água e pelo Espírito" (Orígenes, ano 248 - Comentários sobre a Epístola aos Romanos 5:9).

É muito importante conhecermos a nossa Igreja, para que não tenhamos uma fé "cega", pois como disse o beato João Paulo II: "A fé e a razão constituem como que as duas asas pelas quais o espírito humano se eleva em contemplação da verdade".

"Deixai vir a mim as criancinhas e não as impeçais, porque o Reino de Deus é daqueles que se parecem com elas". (Lc 18,16).

Que Deus abençoe você,

Padre Reginaldo Manzotti

Nenhum comentário:

Postar um comentário