8 de jan de 2012

BBB 12 – por que combatê-lo?

Como no ano passado, por ocasião do reality show mais absurdo do país, lembramos  que os cristãos não têm o direito de abdicar da tarefa de lutar por uma cultura mais sadia e humana, por uma juventude mais consciente de sua dignidade, mas principalmente não se pode escapar do dever de pregar o Evangelho de Nosso Senhor, oportuna e inoportunamente. Em 2012, apesar dos números da audiência do ano passado serem baixos em relação aos anteriores, a maior emissora de televisão do país continua afrontando a família brasileira, que é francamente avessa a práticas homossexuais no horário nobre, e retoma o programa, dessa vez com as representantes homossexuais e pornográficas em escala maior. Se antes eram 1 ou 2 participantes, nessa temporada são entre 4 e 6 os declaradamente ligados a essa tendência da tv Globo. Não podemos nos calar, meus irmãos! Mas por que esse programa merece a oposição dos cristãos e dos homens de boa vontade? As razões são inúmeras:
  1. Por que os cidadãos brasileiros desejam uma sociedade mais séria, onde temas importantes sejam debatidos nos programas matutinos e vespertinos, dizemos não ao BBB 12!
  2. Por que os cidadãos brasileiros almejam um país mais educado, onde a mentira, a manipulação, o abuso do mais forte contra o mais fraco, deixem a vida pública e não invadam a vida privada, dizemos não ao BBB 12!
  3. Por que nossos programas de tv necessitam de mais programas educativos, mais programas reflexivos, mais pensamento e menos paixão na televisão, dizemos não ao BBB 12!
  4. Por que os cidadãos brasileiros não aguentam mais ver sua inteligência insultada por pseudo-celebridades, que usam esses minutos de fama para conseguir uma capa de revista ou um cargo eletivo, aumentando ainda mais o fosso que separa o cidadão comum de uma verdadeira democracia, dizemos não ao BBB 12!
  5. Por que cansamos de acreditar que a vitória na vida depende de um prêmio, seja na mega-sena, seja nos programas que envergonhariam nossas avós, dizemos não ao BBB 12!
  6. Por que não admitimos qualquer tipo de bullying, inclusive a perseguição contra o velho, o gordo ou o feio. Por isso, dizemos não ao BBB 12!
  7. Por que o povo brasileiro não se sente representado por aquela dúzia de personagens, dizemos não ao BBB 12!
Por estas razões e muitas outras, permito-me relembrar duas atitudes que podem fazer mudar a direção da programação da emissora Globo, caso ainda haja alguém por lá interessada em um país mais educado e menos vulgar:
1. Não assistir ao programa. Desligar a TV ou, o que é melhor, assistir a outro programa no horário é uma ação que impacta fortemente a emissora. A audiência é o objetivo destes programas, pois retornam publicidade. Ora, se a audiência está baixa e perdendo para outros programas, a emissora certamente repensa a continuação da atração.

2. Não comprar produtos que financiam o programa. Outra prática é boicotar os produtos que financiam o programa. Obviamente, se o objetivo é publicidade e se não há empresas interessadas na compra do horário de TV, o programa fica inviável. Em breve disponibilizaremos a lista – que será atualizada – das empresas que patrocinam o programa
Alguém pode argumentar que essa batalha é inútil. Podem até dizer que é uma luta entre Davi e Golias. Sim, pode ser. Mas não se esqueçam que nessa referida batalha, o vencedor foi o pequenino, aquele a quem não se dava atenção, o improvável. E tudo por um motivo: Deus guerreava em favor do pequeno pastor.
Ora, irmãos, o que podem os meios de comunicação anticristãos, aqueles que lutam contra a Cruz de Cristo, o que podem eles se Deus batalha em nosso favor? Por este motivo, retomamos a campanha:

BBB 12, Tô Fora!!!

 

5 de janeiro de 2012
Por

Nenhum comentário:

Postar um comentário