18 de fev de 2012

Papa incentiva a renovação da Igreja para combater o abuso sexual

 
 
Vaticano, 07 Fev. 12 / 10:13 am (ACI/EWTN Noticias)


Vaticano, 06 fev.12/ 13:41 (CNA / EWTN News) -. Papa Bento XVI enviou uma mensagem aos bispos e superiores religiosos que se reúnem de 6 a 9 de Fevereiro em Roma , em um simpósio que visa aumentar e aprofundar o compromisso da Igreja Católica na luta contra o abuso sexual de crianças na atenção e apoio às vítimas.
 
No texto, o Santo Padre assinala que "a cura das vítimas deve ser a principal preocupação na comunidade cristã, e deve ir de mãos dadas com uma profunda renovação da Igreja em todos os níveis."A mensagem, assinada pelo Secretário de Estado Vaticano, Cardeal Tarcisio Bertone, e endereçada ao reitor da Pontifícia Universidade Gregoriana em Roma, onde é realizado o evento, Pe. François-Xavier Dumortier, foi lido no início do simpósio intitulado "Rumo ‘a cura e Renovação", no qual participam mais de 110 bispos e 30 superiores religiosos .O Papa assegurou suas orações por esta " importante iniciativa " e pediu ao Senhor "que através de suas deliberações, muitos bispos e superiores religiosos ao redor do mundo possam receber ajuda para responder de uma forma real como Cristo, a tragédia do abuso infantil "."Nosso Senhor nos lembra que todo ato de caridade para o menor de nossos irmãos é um ato de caridade para com Ele," diz o texto.Além disso, o Santo Padre "apoia e encoraja todos os esforços para responder a este desafio com a caridade cristã e a proporcionar às crianças e adultos vulneráveis um ambiente eclesial propício para seu crescimento humano e espiritual".
 
Finalmente, Bento XVI saudou os participantes do simpósio, e os exortou a continuar trabalhando e se especializando para "promover, em toda a Igreja uma forte cultura de proteção efetiva e apoio às vítimas."O simpósio foi aberto pelo cardeal William Joseph Levada, Prefeito da Congregação para a Doutrina da FéEm seu discurso à Cúria Romana em dezembro de 2010, o Papa Bento XVI, como Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, promoveu normas para combater de maneira mais eficaz os casos de abuso, explicou que é necessário "aceitar esta humilhação como uma exortação à verdade e um apelo à renovação "trabalhando para que "estes casos dolorosos não se repitam nunca mais”. Apesar das diferentes e inúmeras ocasiões que o Papa pronunciou-se contra os abusos sexuais cometidos por alguns membros do clero, vários meios de comunicação internacionais não cessaram a sua campanha de difamação contra a Igreja

Nenhum comentário:

Postar um comentário