18 de out de 2011

Necrópole vaticana amplia percurso até o Sepulcro de São Pedro

 
ROMA, 17 Out. 11 / 11:11 am

O Presidente da Fábrica de São Pedro do Vaticano, o Cardeal Angelo Comastri, inaugurou um novo espaço turístico e de peregrinação religiosa sob a Basílica de São Pedro no Vaticano, uma nova parte da Necrópole Vaticana que data dos primeiros séculos depois de Cristo e que leva até a tumba de São Pedro.

Na apresentação do espaço, celebrada no dia 12 de outubro, participaram o Presidente da Fundação Pró Música e Arte Sacra, Hans Albert Courtia; e o diretor científico dos trabalhos para a Fábrica de São Pedro, Pietro Zander.
A Fundação Música e Arte Sacra financiou a restauração do "Mausoléu Phi ou dos Marci" - do Século II e III depois de Cristo-, situado dentro da Necrópole Vaticano e que forma parte do percurso que leva ao lugar exato onde descansam as relíquias do Apóstolo São Pedro.

O Cardeal Comastri explicou aos jornalistas que a restauração da Necrópole Vaticana "é um trabalho realmente importante, mas também difícil porque restaurar obras que foram enterradas por séculos, requer claramente uma delicadeza de restauração extraordinária".

"Se Constantino decidiu construir a primeira Basílica Vaticana em um lugar impermeável, em um lugar já ocupado por uma necrópole teria uma razão, a razão é a interna tumba de São Pedro, além disso este é um fato que nos reconfirma aqueles que dizem as fontes literárias, que este é o sítio do martírio do Pedro, e o lugar da sepultura do Apóstolo no ponto onde hoje surge o altar papal, e isto é realmente importante", indicou.

Dom Comastri xplicou que esta confirmação arqueológica "é a razão pela qual o Papa está aqui em Roma, e pela qual o Bispo de Roma é o Papa, porque é o sucessor de Pedro".

"Isto nos dá a certeza de que este é o lugar do martírio de Pedro e da sepultura de Pedro, e portanto a continuidade dos Bispos de Roma com o sucessor de Pedro é uma continuidade totalmente legítima", afirmou.

A Necrópole Vaticana consiste em um cemitério da época romana que foi enterrado por ordem do imperador Constantino, quem decidiu iniciar ali a primitiva Basílica de São Pedro.

O Mausoléu foi descoberto em 1941, e após o seu descobrimento, os Papas são enterrados nas grutas vaticanas, o lugar mais próximo possível à tumba de São Pedro.

Junto à inauguração do evento foi apresentada a décima edição do Festival Internacional de Arte e Música Sacra que ocorre desde 2002 em Roma e na Cidade do Vaticano.

"Tu és Pedra, e sobre esta Pedra eu edificarei minha Igreja e te garanto que as forças do mal não prevalecerão contra ela. A Necrópole Vaticana grita esta verdade", concluiu o Cardeal Comastri.


fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=22641 

Nenhum comentário:

Postar um comentário